sábado, abril 29, 2017

Comentários Eleison: Deus convoca

Comentários Eleison – por Dom Williamson
Número DXI (511) – (26 de abril de 2017):


DEUS CONVOCA


Deus é o Mestre da estrutura cósmica.
Os homens contorcem-se, o Céu enche-se da mesma forma.


O padre Jean-Michel Gleize, professor de Teologia no Seminário de Écône da Fraternidade São Pio X, escreveu dois artigos sobre problemas candentes de hoje que lançam uma interessante luz sobre as suas soluções. Em primeiro lugar, pode o Papa cair em heresia formal? Resposta: talvez, porque os Papas nem sempre foram tidos como isentos de erros, como tem sido sustentado nos últimos séculos. Em segundo lugar, o documento papal Amoris Laetitia mostra que o Papa Francisco caiu em heresia formal? Resposta: estritamente falando, não, mas, na verdade, pode-se afirmá-lo, porque o neomodernismo mina a doutrina enquanto finge sustentá-la. Esta segunda pergunta terá de esperar por outro número destes “Comentários”, pois se o Pe. Gleize não quis ser apanhado entre o sedevacantismo e o liberalismo, ele teve de abordar a primeira questão antes.

No primeiro e mais curto artigo, ele diz que a partir da “Reforma” Protestante, os teólogos católicos em geral, notadamente S. Roberto Belarmino, sustentaram que o Papa não pode cair na negação consciente e pertinaz do dogma da Igreja, isto é, em heresia formal. Eles citam Nosso Senhor dizendo a Pedro para confirmar seus irmãos na Fé (Lc XXII, 32), o que pressupõe que Pedro não pode perdê-la. E eles argumentam que nunca na História da Igreja um Papa caiu em heresia formal. Por outro lado, antes da revolução protestante, diz o Pe. Gleize, os teólogos católicos do século XII ao XVI geralmente julgaram que um Papa pode cair em heresia formal, e esta opinião tem continuado, embora com menos frequência, até os tempos modernos.

Pe. Gleize conclui que especialmente em vista dos Papas conciliares, os teólogos posteriores não provaram seu argumento. Quanto a Pedro sempre ser protegido por Nosso Senhor da heresia formal, a fé é um ato da mente impulsionado pelo livre-arbítrio, e Deus raramente interfere no livre-arbítrio. E quanto aos Papas na História, Honório, por exemplo, foi anatematizado por seus sucessores por ter favorecido a heresia monotelita. Esta conclusão é certamente discutível e contestada, mas se olharmos a questão da perspectiva histórica das Sete Idades da Igreja, faz sentido.

Por três Idades (Apóstolos 33-70, Mártires 70-312, e Doutores 312 a cerca de 500 d. C.), a Igreja rumou para a Quarta Idade, o triunfo de 1000 anos da Cristandade (cerca de 500 a 1517). Mas, no final da Idade Média o Demônio e o pecado original estavam minando a Cristandade, e os homens lançaram-se para a Quinta Idade da Apostasia (1517-?), na qual os cristãos que se degeneravam criaram uma forma de hipocrisia após outra (Protestantismo, Liberalismo, Comunismo, dentre outras) para homenagear a virtude e a civilização cristãs, mesmo quando se “libertam” a si mesmos para o último vício, como, por exemplo, o “casamento” homossexual. Ora, Deus poderia ter feito a Idade Média continuar para sempre, mas teria de interferir no livre-arbítrio. Do modo como realmente aconteceu, Ele deu à Sua Igreja uma colheita especial de santos para liderar a Contrarreforma, e durante o meio milênio seguinte obteve, para variar a população de Seu Céu, uma colheita de santos pós-medievais. Mas para contrariar a corrupção do homem pós-medieval, Deus escolheu reforçar a autoridade em Sua Igreja, para que as almas que desejassem a salvação, mas não mais suficientemente pela virtude interior, pudessem pelo menos ser guiadas pela autoridade exterior ao Céu. Então, é claro, o Demônio preparou-se para trabalhar especialmente nos homens da Igreja em altas posições de autoridade, e depois de quase meio milênio é como se o Senhor Deus dissesse: “Se vocês não querem Minha Igreja, então tenham sua própria Nova Igreja”, e isso foi o Vaticano II.

Portanto, agora a autoridade da Igreja está destruída além de toda possibilidade de reparação humana, e Ele usará outros meios para arrancar do nosso mundo espiritualmente esgotado outra colheita de almas. Um Castigo assegurará o brilho inicial da Igreja da Sexta Idade, mas o Demônio e o pecado original terão uma natureza humana em que trabalhar, que foi enfraquecida profundamente pelo liberalismo da Quinta Idade, de modo que não deve demorar muito para introduzir a Sétima Idade do Anticristo. Mas esta será uma Idade de alguns dos maiores católicos de toda a História da Igreja – uma colheita de santos especialmente grandes.

Kyrie eleison.



*Traduzido por Cristoph Klug

PETIÇÃO DIRIGIDA AO PRESIDENTE MICHEL TEMER

Presidente, vete a Lei de Migração, que destrói a soberania do povo brasileiro!


URGENTE!

Assine! Divulgue!

Clique aqui para assinar.

terça-feira, abril 25, 2017

Blogueiro católico é condenado a pagar R$ 15 mil por opinião contrária ao homossexualismo

Absurdo!!!

Leia:

Julio Severo
Numa ação movida pelo Ministério Público do Estado do Mato Grosso do Sul, um cidadão católico residente no Rio de Janeiro foi condenado a pagar R$ 15 mil em indenização por danos morais e coletivos por ter publicado um artigo orientando a população a se mobilizar contra uma medida para dar verbas públicas para uma entidade homossexual.

O artigo, publicado em 2007, foi suficiente para o juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, condenar o blogueiro Roberto Flávio Cavalcanti e seu no blog Catolicismo e Conservadorismo, hospedado no Google. 
Dez anos atrás, o blog Catolicismo e Conservadorismo criticou a realização de uma audiência pública que debateria a concessão de verbas públicas para a ATMS (Associação das Travestis e Transexuais de Mato Grosso do Sul).
A partir de denúncia da ATMS, o artigo “Município de Campo Grande pode conceder recursos para associação de travestis,” publicado no blog Catolicismo e Conservadorismo, se tornou alvo das autoridades. Jaceguara Dantas Passos, chefa da 67ª Promotoria de Justiça e Direitos Humanos, classificou o artigo de “evidente discurso de ódio e é incompatível com o respeito e a dignidade humana.”
A ação do Ministério Público do Estado do Mato Grosso do Sul também incluiu o Google, responsável pela hospedagem do blog de Cavalcanti, intimando-o a entregar todos os dados do blogueiro condenado.
O artigo condenado continha esta informação:
É o cúmulo da patifaria cogitar distribuição de recursos provenientes de nossos impostos para os próprios e principais hospedeiros de doenças infecto-contagiosas como AIDS e Sífilis. Note que a verborragia da apologia homossexual sempre inclui palavras de toque gentil como “tolerância” e “fim ao preconceito e combate à discriminação.”
Se o cidadão de Campo Grande não concorda com isso, poderá manifestar sua opinião numa enquete no sítio eletrônico da Câmara Municipal de Campo Grande, indagando se a pessoa é a favor ou contra a que a Associação das Travestis seja declarada de utilidade pública — título que permitirá à referida associação ser subsidiada pelo poder público.
Obviamente, existem em Campo Grande aplicações mais prioritárias e morais para o dinheiro público do que o subsídio a uma associação de travecos. Daqui a pouco poderão propor recursos públicos a pedófilos. Se você também é contra que o Estado financie o homossexualismo e a baitolagem, entre no sítio e vote NÃO.
Embora a linguagem do texto seja forte, condutas piores contra os cristãos e o Cristianismo têm sido praticadas sem que as autoridades e a mídia consigam interpretar ódio e incitamento ao ódio. Ativistas esquerdistas favoráveis ao movimento homossexualista têm enfiado, em público, crucifixos no ânus como forma de protesto, sem medo de serem processados.
Em seu argumento, o Ministério Público citou: “A criminalização da discriminação por orientação sexual nada mais é do que a imposição estatal de tolerância a qualquer pessoa independentemente de sua orientação sexual, o que significa dizer que o Estado não admitirá que uma pessoa seja discriminada pelos simples fato de ter uma determinada orientação sexual ao invés de outra,” acrescentando que “Roberto Flávio Cavalcanti é causador direto de danos morais difusos à comunidade LGBT desta capital mediante ofensa aos direitos da personalidade destes indivíduos.
Estranho o comentário pesado das autoridades contra um blogueiro católico, pois pode-se dizer com muito mais acerto que o homossexualismo é causador direto de danos morais à sociedade. Aliás, reconhecendo a existência desses danos, a Rússia sancionou em 2013 uma lei que proíbe a propaganda homossexual para crianças e adolescentes, para protegê-los exatamente dos malefícios morais, físicos e espirituais das práticas homossexuais.
A condenação do blogueiro católico mostra que se o homossexualismo não for reconhecido em seu lugar devido de causador direto de danos morais, físicos e espirituais, a oposição ao homossexualismo será forçada a ocupar esse lugar.
Em sua defesa, Cavalcanti, que é jornalista e advogado, disse que, embora fosse criador do blog Catolicismo e Conservadorismo, havia outros articulistas. O artigo condenado havia sido escrito por um desses articulistas. Cavalcanti disse: “Não existe lei penal que puna a ‘discriminação por orientação sexual, sobretudo num blogue de orientação católica.”

Cavalcanti também explicou que o juiz que o sentenciou aparece publicamente em telejornais defendendo a agenda gay.
Com informações de TopMídiaNews.

Fonte: http://juliosevero.blogspot.com.br/2017/04/blogueiro-catolico-e-condenado-pagar-r.html

domingo, abril 23, 2017

Comentários Eleison: Predições sobre a Igreja

Comentários Eleison – por Dom Williamson
Número DX (510) – (22 de abril de 2017):

PREDIÇÕES SOBRE A IGREJA

Tudo no horizonte da Igreja é obscuro, obscuro.
Mas não tenha dúvida - Deus salvará a barca de Pedro.

Como seria de esperar, tem havido não pequenas reações de leitores ao retrato da Fraternidade Sacerdotal São Pio X "declinando lentamente", como apresentado em dois números recentes destes "Comentários". A reação mostra que nem todos os católicos estão cegos ou sem pensar. Aqui estão dois leitores especulando, um sobre o futuro próximo da Fraternidade, o segundo sobre o futuro mais distante da Igreja. Eis o primeiro:

A desestabilização, a confusão e o abrandamento das mentes dos sacerdotes e leigos da Fraternidade, infelizmente continuarão, e para muitos se tornará ainda mais doloroso, porque a liderança atual da Fraternidade perseverará e continuará seguindo em frente com o jogo que estabeleceu com os semiconservadores. A consagração dos bispos "urgentemente necessários" (Dom Tissier) não será mencionada. E quando a eleição dos superiores da Fraternidade já não puder ser evitada no Capítulo Geral normalmente previsto para julho de 2018, os atuais líderes da Fraternidade farão tudo o que estiver ao seu alcance para assegurar que sua busca pelo reconhecimento por Roma continue ininterrupta.

Dependendo de quantas orações sejam feitas para o resgate da fortaleza da verdadeira Fé construída pelo Arcebispo Lefebvre, o Deus Todo-Poderoso pode intervir com um milagre para salvá-la, mas humanamente falando, dir-se-ia que a podridão se alastrou muito para que ela seja salva. Assim, o apostolado mundial da Fraternidade necessita urgentemente de alguns bispos novos e mais jovens, mas como eles podem ser escolhidos para servir a verdadeira Fé anticonciliar sem se indispor com os romanos conciliares que são os únicos que podem dar à Fraternidade o reconhecimento tão desesperadamente perseguido pelo Quartel General da Fraternidade em Menzingen? O Arcebispo Lefebvre disse em 1988 que essa perseguição seria a "Operação Suicídio" da Fraternidade, mas desde quando os liberais ao fazerem cruzada já recuaram? A cruzada pela sua Admirável Nova Ordem Mundial é sua verdadeira religião, esqueça o catolicismo.

O segundo leitor pressupõe que o suicídio da Fraternidade é um trato feito, e ele olha para o futuro da Fé sem a Fraternidade, mais de um ponto de vista divino.

O silêncio que vem de Écône sobre a 'regularização' no momento é ensurdecedor. Parece que o acordo é, na realidade, um "fato consumado". Nesse caso, podemos agora voltar a nossa atenção para o longo caminho de recuperação e cuidado que os Refugiados Católicos Tradicionais certamente precisarão. Uma restauração da ordem a partir do caos e um bote salva-vidas para agarrar, enquanto o navio de Roma que afunda suga os fracos na fé para o fundo do mar. A Fé está diminuindo ou simplesmente se purgando daqueles que têm sido infiéis? Deus nos ajude!

Quando pensamos no futuro da Igreja hoje, devemos ter em mente que a situação é tão dramática que tudo pode acontecer, ou seja, que ninguém sabe de nada, porque se a Fraternidade que tem atuado como uma boia para a Verdadeira Fé por 40 anos está realmente afundando, então o que ainda impede a Roma Conciliar de sugar os fracos na fé até o fundo do mar? Mas Deus é Deus, e Ele pode intervir a qualquer momento e de várias maneiras para interromper o caminho da Sua Igreja para a destruição. No entanto, o pessimismo humano deste leitor parece bem justificado neste momento.

Menos fácil de entender é seu otimismo pelo futuro de uma restauração da ordem e o lançamento de um bote salva-vidas, se os Papas permanecerem conciliares. Pois se há alguma lição a extrair da história da "Resistência" desde 2012, é a extrema dificuldade de fundar uma obra católica sem a aprovação do que pelo menos parece ser a Igreja oficial. A Verdade Católica é imensamente forte por si mesma, mas sem o apoio e a proteção da Autoridade Católica, que é a autoridade de Nosso Senhor, a Verdade permanece altamente vulnerável. Por exemplo, dentro de uma estrutura de autoridade um sacerdote pode facilmente submeter-se a uma proposição com a qual ele discorda, mas fora de qualquer estrutura, ele pode facilmente contestar a sabedoria da mais sábia das proposições.

Paciência. O problema é insolúvel. Oremos e esperemos que o Deus Todo-Poderoso nos atordoe com a Sua solução!


Kyrie eleison.